31.12.10

garganta do diabo

para Cabelo

a garganta do diabo
sussurra coisas que você não quer ouvir
você pode perder o endereço de casa
teus demônios sempre sabem onde te achar
a garganta do diabo
gargareja teus desejos
e gargalha
grita, grunhe
faz todos os sons de espantar mosquitos,
ratos, e seres humanos
na garganta do diabo
só cabem anjos
asas quebradas
atravessadas
na garganta

2 comentários:

Viviane Luz disse...

Oi, querida! Acho que tenho um lance mesmo com os demônios...rsss. AMEI este poema!!! Bárbaro blog!!! Beijos!!BEijos!! E frases.

Beatriz Provasi disse...

vivi, querida! estamos sempre entre anjos e demônios... só q os nossos anjos têm asas quebradas, e os demônios nos cantam canções de ninar - o fato é q nos acompanham. acabo de voltar de viagem, ainda não tive tempo de visitar o teu blogue, mas logo logo vou lá. beijos