18.1.08

No Corujão do João: Recitei pra Chico Buarque - pena que Ele não estava lá...

DA TUA BEATRIZ

“Sim, me leva para sempre Beatriz
me ensina a não andar com os pés no chão
para sempre é sempre por um triz”
(Chico Buarque de Hollanda)


Por que, meu deus, por quê?
nem mesmo por um triz
Chico nunca vai me cantar Beatriz,
nem olhar bem nos olhos meus,
mesmo que seu olhar seja de adeus...
Joga a pedra na Geni
e a Januária pela janela!
Cala a boca da Bárbara!
a Ana é de Amsterdam
a Joana, francesa - d’accord?!
Acorda!
a Rita levou seu sorriso
a Rosa, seu projeto de vida
Iracema voou
Carolina não viu
Madalena lá do mar
te deixou a ver navios
Até a Renata Maria se desvaneceu!...
Ah, meu guri!... quem te viu? quem te vê?
deixa a banda passar...
deixa o barco correr...
Àtenas com as outras mulheres!
A Luíza fora do Tom
Eu, mesmo fora do tom,
te dei meus olhos pra tomares conta
agora canta
canta a sua atriz
me canta,
nem que seja num sambinha feliz...

(e eu te levo para sempre, sim,
te ensino a não andar com os pés no chão...)

5 comentários:

waleska disse...

ô bia, só agora percebi que ainda não entendi as regras de postagem desse blog... tentei deixar o end. do meu blog aqui e estou aparecendo anônimo... mas será que posso falar essa sua pérola de poema pelas bandas de cá?

bj!
waleska.
www.wal.mattos.zip.net

Beatriz Provasi disse...

Claro, citando a autoria, fale o que quiser!
Já já vou lá ver teu blogue.
Beijos!

Fleur disse...

mas que coisa mais linda....

waleska disse...

sim, sempre. eu direi: provai provasi!
bj!

solitude, music, some poems, cigarette, biscuit and milk. disse...

Passando!!! Fiquei horas pra encotrar esse poema, era nele que queria deixa meu post!!! Adorei escutar e agora lê-lo!!!!
Bjuss e sucesso