27.6.07

Mais uma noite...

1h20 da manhã. Visto a camisola, os cabelos molhados e despenteados do banho que acabo de tomar. Vou pra cozinha. Abro e fecho os armários e a geladeira, desisto de comer. Encho um copo de suco de manga. Vou pra sala bebendo o suco, caminho até a janela e dou uma espiada lá fora. Silêncio. Só então me dou conta de que realmente as pessoas dormem à noite. No prédio da frente, em todos os prédios em torno, todas ou quase todas as luzes apagadas. Me pergunto se meu prédio estaria como os outros. Apenas minha luz acesa. Talvez mais uma, ou duas. São 28 andares. Mas as pessoas realmente dormem à noite. Vai ver que o que eu gosto da noite é justamente isso, que as pessoas dormem e me deixam em paz. E quem não dorme, quem gosta da noite como eu, em geral me é boa companhia, quando resolvo ver a noite por outros ângulos, lá de fora. Mas isso tudo é tão irrelevante. O que tenho eu com os outros que dormem aconchegados em suas camas?! Que durmam, ora bolas! Vou me deitar no sofá com meu suco de manga e ler Bukowski até adormecer com os primeiros raios de sol entrando pela minha janela... Dizem que não é bom dormir de cabelos molhados.

2 comentários:

Carol Luisa disse...

Oi,Bia

adorei sua visita lá no blog.Vc fez cinema,né.Penso em fazer cinema depois de terminar jornalismo.A minha família dá uma "Chiadinha" quando eu falo em fazer cinema,por causa da questão de emprego,dinheiro e tal.Vou fazer de teimosia,hehehe.Temos q pensar no q gostamos primeiro,né?

Eu vi sim o "Quanto vale ou é por quilo?",realmente é ótimo.Um filme q me deixou impressionada por tudo:roteiro,atores,fotografia...

O seu blog já está linkado lá no meu,viu.Bjão querida=*

Ah!Tbm gosto de ficar acordada de noite,sou meio vampira,hehehe.E dormir de cabelo molhado realmente não faz muito bem...

=**************

Beatriz Tavares disse...

É isso aí, faça sempre o que te dá tesão e jamais durma de cabelos molhados!...
Avise quando for a algum evento de poesia, pra gente tomar uma cervejinha e trocar idéias sobre cinema, poesia e vida notívaga...
Beijos!