28.12.06

A mais doce mensagem de Ano Novo!

Ninguém merece virar o ano de TPM! Minha retrospectiva 2006 é um fracasso de público e de crítica! As previsões pra 2007 são um tanto macabras! Enquanto todos comemoram eu só tenho vontade de não existir! Pra piorar a situação, meu namorado, agora ex, aceitou me perder porque era mais cômodo. E eu tenho certeza de que ele me aceitaria de volta de bom grado se eu caísse no colo dele como um presente de papai noel. Só que papai noel não vem me buscar no seu trenó e eu que não arredo mais o pé de onde estiver pra ir atrás de homem nenhum! No final das contas, são todos uns imbecis que não valem nada! Ou uns covardes! Ou uns acomodados! Porque eu iria para o Rio Grande do Sul feliz da vida encontrar um homem por quem me apaixonei... Mas pra que, não é mesmo, querido?! Pra que investir numa relação que não tem futuro?! Melhor anular logo o presente... Parece brincadeira o quanto eu tenho chorado por coisas tão insignificantes, enquanto neguinho morre queimado em ônibus no Rio de Janeiro... Eu choro porque enquanto incendeiam um ônibus, um jornal estampa "incendiam" na manchete e aquilo me dói tanto, tanto. Eu choro porque tem um imbecil que ganha dinheiro pra escrever merda, enquanto eu com toda a minha inteligência e arrogância tô na merda! Eu choro porque eu não consigo sair da inércia. Eu não consigo correr atrás de um bom emprego, eu não consigo sair da casa da minha mãe, eu não consigo sequer comprar um carro! Fodam-se os homens! Ninguém precisa de homem pra ser feliz! Mas precisa de um trabalho legal, dinheiro no bolso, casa própria e carrinho na garagem, ah, sim, disso precisa, sim! Ninguém é feliz dependendo dos outros. Nem financeiramente, nem emocionalmente. Aliás, ninguém é feliz e ponto final. Não dá pra ser feliz nesse mundo. Dá até pra se enganar em alguns momentos. Mas a realidade sempre dá um jeito de se impor. Se querem saber, eu não estou nem um pouco nesse clima "feliz 2007". Pra mim 2007 vai ser uma merda, talvez ainda pior que 2006. Eu vou fazer 26 anos me sentindo uma fracassada. Já velha e frustrada por tudo o que eu não fui. E eu não quero que ninguém me dê parabéns. Por favor, no meu aniversário, me dêem os pêsames. E quando eu morrer, bebam todas por mim!

2 comentários:

Makely disse...

Vai excluir esse também?

Beatriz Tavares disse...

Eu não excluo nada.