24.11.11

SOLUÇOS E CABELOS CURTOS

você não devia
curar meus soluços sem sustos
não devia desarrumar assim os meus cabelos curtos
você não devia
roubar meus instantes
nas suas fotografias
capturar meus sorrisos, meus olhos fechados,
e as minhas covinhas mais distraídas...
você não devia me tornar poesia.
não devia me beijar como se fosse pressa
e me deixar sozinha.
você não devia me deixar sozinha
com meus soluços e cabelos curtos
sem foco, a luz estourada,
os óculos escuros
você não tem pressa
eu também tenho medo
você congela as minhas urgências
como uma fotografia
como se o meu desejo fosse foto
você me paralisa.

mas eu vou fugir, sabe?
já tenho tudo planejado.

vou fugir com seus beijos
para um lugar sem gente nem paisagem
passado ou futuro
suspenso e secreto
- você devia fugir comigo.

2 comentários:

R. disse...

Ficaram belíssimos! O poema e as fotos... A urgência de sempre, já os versos cada vez melhores.

Beatriz Provasi disse...

q bom, obrigada! tb gosto muito da foto. valeu, bjs