24.8.09

meu esmalte vermelho descasca.
é tão feio unha descascada de esmalte vermelho!
é feio ver explícito o pedaço que falta
mas, afinal, isto é meu espelho:
um pedaço que falta gritando vermelho intenso no corpo inteiro.
e não adianta retocar aqui, ali, acolá
o jeito é tascar acetona e tirar tudo!
depois, repintar de outra cor
um tom mais claro pra dar leveza...
pra descascar sem dor
um descanso, uma pausa, um alento.
e depois, um recomeço
um novo vermelho intenso
que só descasque no tempo certo de repintar
dando a impressão de estar sempre a durar...
eu preciso dessa ilusão!
em não ver o pedaço que falta,
é como se ele não estivesse lá.
(a pior ausência é a que se faz presente no espaço vazio que a denuncia)

5 comentários:

Mariana Junqueira disse...

Belíssimo Bia, adorei. Parabéns!! B
Me identifiquei mto com seu poema.
Bjo, Mari

Vanessa disse...

amei essa poesia! simples e tocante!

beijo beijo da sua cada vez mais fã

Rodrigo Abreu disse...

Ai.... entendo tanto!
Amo-te

Beatriz Provasi disse...

ai... amo-te tanto!
entendo

Letícia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.